7

O que Deus deve estar se perguntando

                                                  Cadê?


Cadê a Paz que deixei aqui?

Cadê o amor que coloquei em cada um?

Cadê o respeito que espalhei por todo o mundo?

Cadê a felicidade que dei a cada um?

Cadê?


Joana





7 comentários:

Angel@ disse...

Ótima reflexão, Joana!Deus encheu nosso mundo de bênçãos e infelizmente, tantos não souberam valorizar. É uma pena, mas ainda há tempo para que os presentes preciosos de Deus sejam redescobertos!
Que Papai do Céu a cubra de bênçãos iluminadas!
Com amor,
mamãe

Ivana disse...

Joaninha do meu coração, DEUS nos deu tudo e olhe o que as pessoas fazem, não é mesmo?
DEUS na sua infinita bondade perdoa tudo, tudo mesmo. Ainda bem que somos pessoas do bem, mas existem muitas coisas que nos entristecem, mas temos que continuar nos ensinamentos que nos foi passado. Um beijo no seu coração que é muito lindo, bjs

Amapola disse...

Boa noite, querida amiga Joana.

O homem se sentiu soberano e está devorando tudo, pela ganância.

Que Deus abençoe você.

Beijos.
Maria Auxiliadora (Amapola)

Thayssa Emily disse...

Olá amada! boa tarde.
Seu blog é uma preciosidade, vc uma criança, escrevendo algo divino.
Que Deus te abençoe tbem, serva do Senhor.

Abraços
Thayssa Emily
Castanhal- PA

soninha disse...

sua reflexão me lembrou uma brincadeirinhas que fiz muito com meus filhos e netos: !Começava na palma da mãozinha: ***cadê o arroz que estava aqui? o gato comeu!...cadê o feijão que estava aqui? o gato comeu...cadê o leite? ele bebeu...O gatinho foi por aqui...por aqui...e aí chegávamos na axila e fazíamos cócegas...era uma delícia...rs..
beijinhos e muita luz na tua vida.

Regina Gregório disse...

Parabéns pelo blog.
http://reginapsicopedagoga.blogspot.com/

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Recomeçar. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

http://narroterapia.blogspot.com/